Condenado por matar empresário a mando de esposa em Picos, é preso em MG

Manoel dos Santos Matos, conhecido como Santino, de 42 anos, foi preso, nesta terça-feira (20), em Uberlândia, Minas Gerais. Havia contra ele um mandado de prisão depois que ele foi condenado por um homicídio qualificado contra o empresário Epaminondas Feitosa Coutinho, ocorrido em Picos , no Sul do Piauí, há quase 10 anos.

De acordo com o coordenador do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), delegado Tales Gomes, Manoel estava foragido havia mais de sete anos e vivia em Uberlândia.

“O júri do caso ocorreu neste mês. A esposa do empresário, que foi a mandante do crime, os executores e os agenciadores foram condenados a mais de 100 anos de prisão”, informou o coordenador do Greco.

Segundo o delegado, o mandado de prisão foi cumprido pela Polícia Civil do Piauí, através do Greco, em parceria com a Polícia Civil de Minas Gerais. O preso deve ser transferido para cumprir a sentença no Piauí.

Entenda o caso

A vítima foi morta em 8 de junho de 2013 na cidade de Picos. Epaminondas Coutinho Feitosa, que era chefe da Junta Militar em Massapê do Piauí, chegava em casa quando foi surpreendido pelos assassinos.

No início das investigações, a polícia prendeu dois suspeitos de terem cometido o crime e outro que teria agenciado os matadores. Em depoimento, os três apontaram como mandante Antônia de Sousa, então esposa da vítima.

A viúva Antônia Sousa de Andrade Rocha, acusada de mandar matar o marido Epaminondas Coutinho Feitosa, foi condenada a 24 anos de prisão em regime inicialmente fechado, após júri popular em 2015.