Petrobras anuncia queda no preço do combustível de avião

A Petrobras anuncia nesta segunda-feira (2) uma redução no preço do QAV (querosene de aviação) para as distribuidoras. Trata-se de uma queda média de 11,6%, que entrou em vigor a partir deste domingo (1º).

O anúncio deve pressionar as companhias aéreas por um alívio nos preços das passagens, porém, o setor diz que ainda não bateu o martelo sobre os cálculos. As variações no preço do combustível costumam ser sentidas rapidamente pelo consumidor final porque o QAV equivale a aproximadamente 40% dos custos das companhias aéreas, segundo o mercado de aviação.O levantamento mais recente da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), divulgado no fim do ano, mostrou os dados de outubro com as passagens quase 14% mais caras, em termos reais, do que no mesmo mês de 2019, antes da pandemia.

Pelos dados da Petrobras, o novo reajuste mensal, que traz a segunda queda consecutiva, completa cinco reduções de preço do querosene de aviação desde julho, alcançando 22,5% de queda no período.

“A Petrobras comercializa o QAV produzido em suas refinarias ou importado apenas para as distribuidoras. As distribuidoras, por sua vez, transportam e comercializam os produtos para as empresas de transporte aéreo e outros consumidores finais nos aeroportos, ou para os revendedores”, diz a Petrobras em nota.

Na virada do ano passado, o setor aéreo teve mais uma notícia positiva em outra frente. Pouco antes do Natal, veio a medida provisória que, se convertida em lei, zera alíquotas de PIS e Cofins sobre a receita das companhias nos transporte de passageiros até o fim de 2026. No entanto, também não ficou claro se o benefício pode ser transmitido ao consumidor em forma de bilhetes mais baratos.