Forças de segurança ocupam Picos por um mês após expansão de facções

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) enviou reforço policial para a cidade de Picos, a 306 km de Teresina, para combater a expansão de facções criminosas com forte atuação no tráfico de drogas, que estariam ligadas também a mortes violentas. Somente de julho a setembro deste ano foram instaurados dez inquéritos policiais na Delegacia Especializada no Combate às Facções Criminosas, Homicídios e Tráfico de Drogas (DHTL).

Segundo o delegado Matheus Zanatta, superintendente de Operações Integradas, o esforço concentrado iniciou nesta terça-feira (12) e se estende por um mês, com cerca de 50 policiais civis e militares.

“São policiais civis para acelerar as investigações, o andamento dos inquéritos policiais; e PMs para aumentar o policiamento ostensivo, fazer blitzen e aumentar a sensação de segurança. Esse trabalho iniciou hoje, mas já mostra resultado com prisões e apreensão”, disse Zanatta.

O titular da DHTL, delegado Agenor Júnior, conta que já foram registradas mais de dez mortes violentas em Picos em 2023, número superior a todo o ano passado.

A ocupação de cidades no interior do Piauí por forças de segurança tem mostrado resultado exitoso. Este ano, cidades como Parnaíba e Piripiri, ambas no Norte do estado, também receberam reforço policial que resultou em dezenas de prisões e diminuição de crimes violentos.