Sargento da PM é morto com tiro na cabeça em Teresina

Um Sargento da Polícia Militar foi morto com um tiro na cabeça na madrugada desta segunda-feira (08) na Rua 24 no Parque Brasil III, na Grande Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina. De acordo com informações do 13º Batalhão da PM, a vítima foi identificada como José Audi Silva, de 57 anos. Ele fazia parte da corporação como 1º Sargento e estava na ativa. O Sargento estava lotado na 4ª Cia do Batalhão de Guardas.

O corpo dele foi encontrado após populares ouvirem os disparos. E ao saírem, perceberam o corpo da vítima no chão, ao lado da motocicleta que ele pilotava. A motocicleta não foi levada após o homicídio. O crime ocorreu próximo a residência da vítima e alguns populares o identificaram e acionaram a PM.

José Audi ingressou na Polícia Militar no dia 1º de agosto de 1989 e portanto iria completar 35 anos de corporação daqui a menos de um mês. Segundo a Major Luciana Leão, o crime ocorreu por volta da 3h50 da madrugada, quando a viatura tática foi acionada. “Chegando ao local foi constatado que era o Sargento Audi. Lá, tinham três estojos no chão. Então, subtende-se que os tiros disparados contra o policial, foram de uma pistola”, detalhou a Major da PM.

Ainda não há informações sobre a dinâmica do crime, ou sobre quem teria efetuado os disparos. A Polícia Militar isolou a área. O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para fazer a remoção do corpo. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar o caso. Por meio de nota, a PM lamentou o crime, e prestou condolências à familia. José Audi Silva deixa esposa e filhos.

Confira a nota da PM na íntegra:

A Polícia Militar do Piauí lamenta a morte do 1° sargento José Audi Silva, de 57 anos, ocorrida na madrugada desta segunda-feira (08), na zona Norte de Teresina. O policial prestou relevantes serviços à Polícia Militar em 34 anos de corporação. O Sargento Audi, estava lotado na 4ª Cia do Batalhão de Guardas. Ele deixa esposa e filhos.

O Comando-Geral da Polícia Militar do Piauí manifesta suas condolências pelo falecimento do policial e expressa solidariedade aos familiares, amigos e colegas de farda. Equipes do Centro de Assistência Integrada à Saúde (CAIS) e do Plano de Assistência Funerária (PLANAF) da PMPI prestam assistência para a família.

Neste momento, informamos ainda que todas as providências ao alcance das instituições de segurança pública estão sendo adotadas e empenhadas, principalmente no sentido do esclarecimento dos fatos, para identificação e prisão dos responsáveis. E que assim a justiça prevaleça sempre.

Polícia Militar do Piauí emitiu nota de pesar pela morte do Sargento. - (Divulgação/SSP)